Marta Batista

anjinho

| 4 Comments

anjinhotunicamakeof

Este ano os pais tiveram de fazer o disfarce para o desfile de Natal do infantário. A escolha foi dela, um anjinho! E andava toda contente a dizer que iam desfilar, um a um e depois cantavam…

'making of' da túnica

‘making of’ da túnica

A túnica começou por ser uma t-shirt velha do pai. Adicionei nas mangas e gola uma fita de cetim prateada. Colei com cola ‘UHU para trabalhos manuais’ e cosi a união das pontas.

Depois, para o cinto, cosi a meio da t-shirt, por baixo das mangas, duas presilhas feitas de linha de costura. Deste modo o cinto não esteve sempre a escorregar, já estava atado e foi fácil de vestir a túnica de uma só vez.

pormenor da gola

pormenor da gola

A gola foi invenção, desenrasque, mas acho que até nem ficou mal 😀

Tinha pensado que ia forrar a gola com a fita mas não pensei como faria o redondo da gola sem ficar esquesita. Fui dobrando e colando, e no, fim dei uns pontos nas dobras, que cobri com tinta para tecido (sim, eu sei, entusiasmei-me um bom bocado a mais com isto)

anjinhotunicabainha

Em baixo cosi com uns pontitos, uma fita prateada daquelas de enfeite de natal.

anjinhocoroaalt

E como sobraram uns restos, deu para agrafar numa coroa alternativa à auréola que comprei na CASA e, até ao último minuto, não tinha a certeza que ela de facto usasse.

a auréola da CASA - por esta altura já devem ter voado todas das lojas

a auréola da CASA – por esta altura já devem ter voado todas das lojas

Ela e adereços deste género não é coisa que dure mais que 5 minutos…

Ao pai calhou a tarefa das asas.

anjinhoasasmake

Usámos uma caixa branca de sapatos. Ele cortou um dos lados da caixa e ficou com a frente e trás como asas e uma das laterais como meio e dobradiças. Depois forrou com uns restos de papel prateado de embrulho e agrafou a fita de enfeite à volta. Depois agrafou dois elásticos para servirem de alças.

E o resultado final, perguntam voçês…

Um anjinho vaidoso mas com pânico de palco, que teve de ser escoltado por mães Natal, a finalizar o desfile tipo noiva…

Acabei por não dizer à educadora que era para usar só uma das auréolas e lá foi ela enfeitadíssima.

Mas o pânico a sério foi a chegada do Pai Natal.

“Eu quero ir embooooora!!! Nãaaaaao!” Agarradíssima ao meu colo, do lado de fora da sala mas a espreitar pelo canto do olho. No final decidi que tínhamos de enfrentar a figura das barbas e lá fomos. Entrega da prenda, Helena expectante e, por fim, aliviada.

Muita emoção!

Blog Widget by LinkWithin
  • sofia

    Tão fofa
    Ficou lindissíma. os pais estão de parabéns!!!!
    E devo dizer-te que não estão sozinhos… por cá também tenho uma que sofre de pânico do pai natal
    Se alguém lhe pergunta o que pediu ao pai natal, diz que nada! que não quer nem precisa de prendas do pai natal, que só quer a prendinha do pai e da mãe, que não quer nada do pai natal
    E para terminar e em jeito de se acalmar, diz que ele, o dito das barbas, só entra pela chaminé da lareira e que nós não temos, por isso ele não vem cá a casa! 😉

    • Obrigada Sofia 🙂
      è uma dica boa a da chaminé! vamos ver se resulta deste lado 😀

  • **SOFIA**

    ficou o má-xi-mo!!!! esmeraste-te marta maria!!

    • 😀 obrigada. entusiasmei-me um nadita assim muito 😀